segunda-feira, 14 de setembro de 2009

Não discorde de seu cabeleireiro

Sabe aquele dia que te bate uma loucura e você quer ir correndo ao cabeleireiro fazer uma transformação radical, cortar 30 centímetros do cabelo, tingir de vermelho, descolorir, fazer mechas... enfim, acontece só comigo?
O que aconteceu é que eu tive esse dia na semana passada e estou me recuperando até agora do trauma. Não! Eu ainda tenho a mesma cor de cabelo, eu sempre penso em uma tinta mas nunca tive coragem de enfrentá-la.
Mas voltando ao meu dia de fúria capilar ...
Acordei e pensei : eu quero um cabelo novo !
E sabem aquele salão que você sempre quis ir mas nunca foi po$$ível ? Pois foi neste que eu fui, já que passei em frente e lá estava escrito se joga, Fernanda "promoção". Era a chance que eu precisava pra sair com um novo visual.
Entrei. Perguntei bem humildezinha:
_Moça, por acaso tem algum horário pra eu poder cortar o cabelo agora?
A moça :
_Tem preferência pelo cabeleireiro?
Eu, já toda animada com a possibilidade de fazer o corte dos sonhos, respondi empolgada que não, pois pensei : "se o cara corta cabelo aqui então ele deve ser bom!"
A moça:
_Pode entrar lá que ele vai cortar.
Enquanto ele lavava minha cabeça eu fui logo adiantando que queira um corte moderno, prático, que fosse fácil de arrumar, já que eu odeio secador e quase nunca faço escova, e meu cabelo sempre atendeu muito bem a isso (mas quer mudar né, Fernanda?!), já falei dos meus "redemoinhos" que tenho na franja, achei que pra ele queria dizer que deveria tomar cuidado nesta parte, já que eu tenho um topete gigante super natural, que nem precisa de escova nenhuma pra ele ficar ali.
Ele pediu pra eu sentar DE COSTAS para o espelho e começou a mexer nos meus fios, mexeu, mexeu, mexeu e me perguntou :
_Você quer um corte moderno, né?!
_Sim
_Posso cortar então? Você confia em mim?
Naquele momento um NÃOOOOOOO bem grande assim passava na minha cabeça.
_Sim, pode cortar!
E então a manicure que estava ali (porque na hora de ver a desgraça alheia todo mundo quer ficar por perto), disse que eu poderia vender o meu cabelo.
E então o Sr. Cabeleireiro diz:
_Ah! Mas esse tipo de fio ninguém compra, tem muita tinta preta!
Eu:
_Hammmmmmmmmmmmm????? Tinta preta o seu nariz!!!!
Ele:
_Ah, então você passa um tonalizante bem forte, porque este brilho não é natural!
Eu, que nunca passei mais que um hidratante no meu pobre cabelinho, que já estava com a auto-estima lá em baixo ao ler em uma entrevista do Marco A de Biaggi que cabelo virgem é cafona, me enchi de orgulho e fiquei indignada.
_É natural sim, se quiser pode fazer um teste.
Ele:
_Olha que eu faço heim !
Como se eu tivesse que provar alguma coisa a ele, mas tudo bem, respirei fundo e tornei a dizer que podia fazer.
Mas o que não saía do meu pensamento nesta hora, era se ele nem ao menos sabe diferenciar um cabelo com tintura de um virgenzinho da silva, será que não era arriscado eu deixar ele passar a tesou...
_Ahhhhhhhhhhhhhhhhh, você cortou muitooooo !!!!
Ele:
_Calmaaa, vai ficar lindo!
Eu sei que ele usou aquela tesoura de uma forma mais aterrorizante que a Nazaré em Senhora do Destino, e foi separando delicadamente cada mecha em um canto. Aposto que agora meu lindo cabelinho está zanzando por aí na cabeça de alguém, aquele maldito deve ter feito apliques com ele.
É claro que eu sai de lá com o penteado mais moderno do mundo e um torcicolo, depois dele ficar escovando e puxando e passando mil coisas nos meus fios.
Se não fosse o fato dele ter esquecido que eu odeeeeio usar secador e não tenho a menor paciência pra fazer escova, até que o corte ficou legal. Mas eu precisarei de pelo menos 6 meses de terapia pra conseguir me recuperar do medo de tesoura.

7 comentários:

  1. calma linda... posta uma foto pra gente ver.

    eu sei... jah passei por isso, mas pensa assim, cresce. Eu sei q demora... mas podia ter sido pior... imagina... um rim?

    entao calma linda...

    bjs mari

    ResponderExcluir
  2. ahuhauehaeu Nossa Mari, um rim não !!!

    Ahhh eu não tenho camera, verei se consigo alguma. Mas eu nem estou triste por ter ficado curto, o terrível é ter que ficar arrumando com secador! =/
    Mas cresce super rápido mesmo! =D

    ResponderExcluir
  3. nossa.. eu sempre me divirto com os seus comentários...
    tenho mais medo da SEDA q do cabalereiro foi otima...

    e sim... eu estou melhor e mais forte. E quem nao me quer nao me merece, só me magoa se eu me importo, então... chutei o pau da barraca e vou ser feliz como eu sou.. quem gostar, siga-me... se não gostar, prazer e fui..

    Ai... desencanei total... amo ele e se tiver q ser, será.
    E qts as amigas... meu... talvez tbm nao seja pra ser, sei lá.

    ai ai... pareceu mais outro desabafo q post, neh? mas eu me sinto tao proxima d vc q eu vou falando hehehe

    bjs mari

    ResponderExcluir
  4. Ah bem diferente você soakosa mais também gosto do meu natural como falei =)
    Seu texto tá bem divertido! oskaosa
    Espero te ver mais vezes por la lindona
    beijos nanda ;**

    ResponderExcluir
  5. Flavia13.10.09

    hahahhahah!!!
    gentem! adorei mt bom!!! estou rindo até agora! ... calma, linda... eu sairia correndo, sem olharar para tras!
    O pior é que me lembro de um "profissa" q a minha irma adora ir, gente sem exageros o kra usava oculos fundo de garrafa (sem preconceitos), o inusitavel é q ele tirava os oculos para cortar o cabelo, enfim ela adora, ficava um repicado sem igual. E com certeza!

    ResponderExcluir
  6. Nossa, que história!
    E conseguiu lucrar com o cabelo cortado ao menos? Hehehe!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  7. Seria engraçado se nao fosse tragico!!
    Uma moça que disse que ia cortar em meu cabelo tb fez o maior estrago.
    Nao sei se tem algo a ver..mas desde aquele corte meu cabelo nunca mais foi o mesmo.Meu cabelo de liso escorrido passou a cacheado.Eu acredito na teoria q um mal cabelereiro pode sim arruinar um cabelo pro resto da vida!!

    se eu sobrevivi (muito triste, claro) voce tambem vai!

    bjo

    ResponderExcluir